ARTROSE

Muitos pacientes já na meia idade vivenciam o surgimento de certas deformidades nos dedos, acompanhados de nódulos e muitas vezes de dor.
Old man hands stringing bracelet

Como todas articulações no corpo, a mão possui diversas que podem ser acometidas por desgaste (artrose). Na mão, isso se deve a um grande componente genético, concomitante com a atividades desempenhadas pelo paciente durante a vida, excesso de carga e esforços com os membros superiores, alterações hormonais, dominância e doenças associadas, como diabetes, psoríase, artrite reumatóide, gota, entre outras. Chama-se de artrose primária o paciente que não possui nenhuma dessas doenças associadas, ou seja, que a doença seja apenas por genética e/ou sobrecarga da mão durante a vida. Já a secundária deve ser o resultado de alguma doença causadora de erosão articular.

Após colhida anamnese e feito o exame físico, muitas vezes já se tem o diagnóstico. Porém, exames são necessários para confirmar e estagiar a doença, podendo então se propor o tratamento mais adequado.

Hoje em dia há diversos tratamentos medicamentoso e medidas conservadoras para amenizar os sintomas. Protetores de cartilagem, anti inflamatórios e analgésicos são algumas delas. Outras opções são fisioterapia, orientação do paciente sobre sua doença, o que evitar fazer para não piorar o quadro e, finalmente, cirurgias.

As cirurgias variam muito conforme o grau de alteração articular, qual articulação acometida e qual o resultado que esperamos para o paciente poder desempenhar suas atividades no pós operatório. Por exemplo: existem cirurgias em que o objetivo é melhorar a dor às custas de perder um pouco de força no dedo operado. Isso reservamos para pacientes que não fazem trabalhos mais pesados com as mãos. Outras cirurgias mantém força, porém retiram o movimento de alguma articulação do dedo. Todas cirurgias tem o objetivo de amenizar a dor e corrigir deformidades causadas pela doença.

Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram
Share on facebook
Facebook
Share on linkedin
LinkedIn
Share on email
Email

Copyright © 2021 Dr Fernando Sirena